sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Top 2011 - Livros Lidos

Costumo dar a pontuação aos livros de acordo com a impressão que eles me dão. Não é por isso uma classificação rigorosa, pois eu não sou formada para tal; apenas gosto de opinar sobre aquilo que li e de os classificar dentro de uma escala de 0 a 7, que me permita organizar aquilo que vou lendo. No entanto, só nestes momentos, quando já passaram meses, é que conseguimos realmente saber quais aquelas obras que mais nos marcaram. Assim, decidi criar, em jeito de despedida do ano que passou, um "Top 2011 - Livros Lidos".

Para este ano tinha como objectivo ler cerca de 75 livros. Contudo, tal não foi possível e fiquei-me pelos 31. 

Deste pequeno número tenho a destacar aqueles que mais me marcaram:

1) As Crónicas do Gelo e do Fogo, de George R.Martin - sem dúvida que esta saga foi a descoberta do ano. Eles já existiam há muito tempo no mercado, mas como poupadinha que sou, fui sempre adiando, até que finalmente a minha madrinha me ofereceu o primeiro livro. Ocupou muitos dos meus dias deste ano de 2011, mas valeu a pena cada segundo. Destaco o nome dos meus volumes preferidos, "A Tormenta das Espadas" e "A Glória dos Traidores".

2) Millennium 1 - Os Homens que Odeiam as Mulheres, de Stieg Larson - o que mais me entristecesse  é que o autor tenha morrido, deixando-nos apenas com três volumes da saga. Este foi simplesmente um dos melhores policiais (poder-se-á classificá-lo assim...), que já li. Certamente que Larson tornar-se-ia na Agatha Christie  da actualidade... É um livro que recomendo vivamente para quem gosta do género.

3) O Sonho Celta, de Mário Vargas Llosa - Este foi um daqueles livros que deu prazer ler lentamente. Recheado de história sobre as colónias brasileiras e do Congo, e também sobre a luta pela independência da Irlanda. Um livro que nos informa e nos faz querer saber mais.

4)Comer, Orar e Amar, de Elizabeth Gilbert - como cliché ambulante que sou, não pude deixar de gostar de um livro como este. Cheio de clichés, mas perfeito na medida em que tudo começa mal e acaba bem. Fez-me querer ser como a autora, apesar de me ter passado essa vontade algumas semanas depois. Um livro que sem dúvida voltaria a ler, se tivesse mais do que uma vida.

5) O Rapaz dos Olhos Azuis, de Joanne Harris- pelo que percebi, lendo opiniões de outros leitores, ou se adora, ou se detesta este livro. Penso que isto se deve ao facto de ser tão diferente dos restantes livros "apetitosos" da autora, e também por ter um enredo não muito claro. Eu adorei e espero que a autora continue a evoluir, para nos continuar a surpreender. 

E este foi o meu pequenino Top de 2011. Espero que para o ano seja maior!

2 comentários:

Maria Pereira disse...

Bom ano de 2012 com muitos e bons livros

www.pereirasbooks.blogspot.com

Ana Luisa Alves disse...

Obg! Igualmente!