quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Os "Lambe Cricas"

Para quem não sabe, os Lambe-Cricas são uma espécie animal de distribuição mundial. Estes mamíferos vivem isolados, ou em pequenos grupos sociais, de dois a três elementos, preferindo climas temperados. 

Preferem locais onde haja sempre acesso gratuito e fácil a pessoal de cargos de chefia, com prestígio, esteticamente agradáveis, prestáveis, ou mais interessantes que eles mesmos - com algum benefício a oferecer em troca de umas lambidelas.

Tem o dom de irritar aqueles que tem educação e bom senso q.b., dando-se mal, quando se deparam com alguém que não está para os aturar e vê para além dos seus interesses dissimulados.

Gostava que fossem uma espécie em extinção, mas pela minha experiência encontro-os em todo o lado e irrita-me não os poder pisar, como os pequenos insectos que na realidade são.



quarta-feira, 29 de Outubro de 2014

"Allegiant" (Convergente) - Veronica Roth (SPOILER'S!)

"Allegiant", ou Convergente, em português, é o terceiro e último livro da trilogia que principiou com o volume Divergente, da escritora Veronica Roth.

Com o final do segundo livro é revelado o segredo que Jeanine Matthews, lider dos Eruditos, tentava esconder de toda a gente - a existência de um mundo para além daquele que estava dividido em facções; um mundo onde ser Divergente era algo positivo e até crucial para salvar um planeta em decadência. 

A partir daqui a autora poderia ter feito qualquer coisa! Podia ter lançado os nosso heróis numa aventura maluca por terras misteriosas e desconhecidas, bem ao estilo "Walking Dead", em que tudo o que nos era familiar já não exista; podia tê-los colocado à prova, num mundo subdsenvolvido, com falta de recursos; podia até fazê-los lutar contra aliens, ou um povo extremamente selvagem e maléfico...Mas...não, Roth optou pelo prevísivel e aborrecido - um mundo onde as facções não passavam do palco para uma série de experiências sociais e eticamente questionáveis.

A autora quis tentar fazer o leitor reflectir sobre "A natureza humana não é perfeita", e talvez consiga surpreender o típico adolescente, habitante exclusivo do Facebook; talvez tenha conseguido fazê-lo pensar pela primeira vez nisso, mas não a mim. Se calhar estou velha demais para este tipo de livros. A verdade é que já vi essa temática em muitos outros livros, abordado de forma muito mais adulta, séria e surpreendente. Eu só queria ter visto neste final de trilogia "menos paleio e mais acção"! Em vez disso vi um "vamos tentar dar um significado hipster a esta saga".


Apesar da lentidão no desenvolvimento da narrativa, houve uma coisa de que gostei e que achei que devia ter surgido mais cedo - os capítulos alternados entre a Tris e o Tobias. Se tivesse sido começado no segundo livro, o final teria sido menos previsivel.

Confesso que gostei bastante do primeiro volume da trilogia; o segundo teve um final que me suspreendeu; o terceiro desiludiu-me completamente.
 

sábado, 25 de Outubro de 2014

Quem disse que o 5º Ano ia ser fácil...

...devia engolir o que disse agressivamente! 

Não é totalmente mentira. Sim, temos menos testes, mas temos mais de dois trabalhos por unidade curricular, com apresentações todas concentradas nas últimas três semanas de aulas (juntamente com os testes).

Mas não é isso que me tem preocupado neste 5º Ano. Preocupa-me o facto de ser finalista e o que isso significa; finalmente estou a quase a acabar! Mas e depois? Como vai ser? Eu nunca fiz mais nada na vida a não ser estudar! Será que vou saber sobreviver no "mundo real"? E onde é que vou fazer o estágio final? E qual vai ser o meu tema de tese? E porquê que ninguém me aceita no Reino Unido? 

Bah! Estou cansada desta autopressão e da vida de universitário. Farta de depender dos meus pais, de contar os trocos para isto e para aquilo. Quero ir trabalhar! Quero ser independente, ser crescida e autossustentar-me! Quero ter a certeza de que vou conseguir fazer isso, mas como não tenho, dou voltas na cama a pensar no assunto.

Na realidade, trampa para isto tudo! Quero é Vida de Estrada!

  

quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

"Lisboa, pela primeira vez!" (mais ao menos)

Já estive em Lisboa algumas vezes. Fui à Expo 98, fui ao Zoológico há uns valentes anos e visitei aquela zona da Torre de Belém e do Mosteiro dos Jerónimos, há ainda mais anos atrás. 

Foi só este ano que tive a minha primeira visita a sério à capital e não desgostei! Não esperem que diga que adorei a cidade! As pessoas do norte dificilmente dizem isso, acho que é por uma questão de orgulho/vingança, para com as pessoas que de lá pensam conhecer o país e o comandam de forma tão triste...nada pessoal...

É uma cidade interessante onde se passear, com muitas coisas giras para ver e onde dificilmente nos aborreceriamos. As lojas e os museus são imensos e os turistas ainda mais. No entanto, não conseguiria ser completamente feliz em Lisboa. Não gosto de cidades muito grandes. Fazem-me sentir asfixiada. Para além de toda a gente andar a correr de um lado para o outro, falta-lhe o falar alto e o calor das pessoas de cá de cima e falta-lhe os espaços verdes tão grandes, como aqueles a que tenho acesso, em cidades mais pequenas como o Porto, Braga ou Viana (o Gerês não está mesmo ao lado, nem o Marão, nem o Alvão...). Além disso, não percebo como é possível conduzir em Lisboa! Entraria em pânico de certeza! XD

Aqui ficam as fotos da aventura pela nossa capital, sempre na melhor companhia e com os melhores guias, que me fizeram ver a cidade de um prisma diferente!

 Arco da Rua Augusta, Terreiro do Paço
 Elétrico, naquela rua que custa a subir
 "Casa dos Bicos" (posso fazer uma piada porca?), Fundação José Saramago
 Borboletário, Jardim Botânico
 Mercado da Ribeira, Cais do Sodré

Oceanário

quarta-feira, 10 de Setembro de 2014

Será que estou a ficar velha?

Esta semana o meu irmão foi inscrever-se como caloiro na Universidade. Fui com ele divertir-me i-m-e-n-s-o em filas intermináveis. Enquanto esperava numa dessas filas, estava a ler e a ouvir o que se estava a passar à minha frente (não deu para evitar!). Duas raparigas com um "AP" (abreviatura de administração pública) pintado a azul na testa, discutiam uma com a outra, acerca dos cursos onde tinham sido colocadas:

- Tenho pena de ti, por ires para Eng.Mecânica! Por outro lado até não é mau.. -dizia a que realmente tinha entrado em AP.
- Pois, assim tenho muitos rapazes à minha volta- respondeu outra, enquanto ambas se riam - Mas olha, vou ligar então aquela minha amiga, para ela te explicar o que é e para que serve Administração Pública.
- Ok! É que eu nem sei. Olha, ao menos acho que no meu curso 75% são raparigas. Eu queria era ter entrado em Direito. - respondeu a outra.



Não pude deixar de pensar o quão ridículo é uma pessoa colocar na folha de candidatura um curso que nem sabe o que é, quais as saídas profissionais, ou outros pormenores igualmente importantes! Presumo que a leviandade com que se escolhe o curso, seja uma das consequência da facilidade com que se acede ao ensino superior nos dias de hoje...

É bom vivermos numa sociedade onde as pessoas tem formação académica, mas a partir do momento em que essa formação é possível a quase toda a gente, com poucos ou nenhuns filtros, a coisa começa a correr mal. Sinto isso, pelo que vejo na minha Universidade. As aulas, em muitos cursos, não são mais do que o continuar de um Secundário, onde a fasquia é baixa, porque simplesmente não tem de ser alta. 

Comecem a subir a fasquia! Ou o que vai acontecer é que vão começar a aparecer imensas pitas, que nem sabem o que é o curso onde foram colocadas, como esta que se me deparou nesse dia. 

É oficial - discurso de velhota.


Passatempo "Regresso às Aulas"

O Baú dos Livros, juntou-se aos projectos "Atelier Dashana", "As Artes da Qiu", "Blue Cat Crafts" e "Bymia Manualidades", para vos oferecer este Cabaz de Regresso às Aulas! Vamos festejar a Rentrée como deve ser!

Inclui:
-"O Primeiro Livro do Diário de Sofia" (Baú dos Livros);
- Porta Documentos com tecido à escolha (Atelier Dashana);
- Estojo e Caderno em EVA (As Artes da Qiu);
- Estojo com Padrão Mocho (Blue Cat Crafts);
- Caderno Forrado (Bymia Manualidades);

Para participar, basta preencher o formulário Rafflecopter! (em baixo)
O passatempo termina às 00h do dia 18/10/2014.
Aceitam-se participações de moradores de Portugal Continental e Ilhas. 
 
Após a selecção do vencedor, este será contactado por cada uma das páginas referidas, que serão as responsáveis pelo envio do respectivo prémio, incluído no Cabaz "Regresso às Aulas"!
 
a Rafflecopter giveaway