domingo, 11 de setembro de 2016

Tempo

O tempo perguntou ao tempo, quanto tempo o tempo tem. Eu respondi-lhe - neste momento não tenho tempo. Por isso é que isto anda tão paradinho. Sem opiniões, sem sugestões de música, sem descrições de viagens...nada! 



Só para terem uma ideia, nesta última semana consegui vir ao computador umas três vezes e sempre por curtos períodos de tempo. Isto porque quando a vida decide acontecer, acontece sempre ao mesmo tempo; entrega de tese, mudança de casa, aniversários...o caos! 

E no meio de tudo, tenho conseguido ler! É a única coisa boa. Aproveito as viagens de comboio para ler e já terminei um par de livros, entre eles, o Intermitências da Morte do Saramago, que já andava a arrastar há muitooo tempo. 

Agora é altura de ler algo mais levezinho. Escolhi o quarto volume da saga do Percy Jackson. As aventuras dele resultam em leituras divertidas e que não fazem pensar muito na vida, que, na altura de preocupações, é o que se quer.

Até breve!

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Um Novo Projecto!

Já não é novidade que eu adooooro o Youtube. Actualmente vejo mais Youtube que televisão. Posso até dizer que não vejo televisão. Para quê? Quando posso escolher o que ver, quando ver e onde ver cenas fixes?

Como consequência deste fascínio por esta plataforma, já existem alguns vídeos meus, alguns um bocadinho embaraçosos, em que eu gozo com determinadas situações da vida. No entanto, já há algum tempo que queria começar um projecto mais a sério. Ideias não me faltam, mas o tempo é sempre um problema, quando se está em Veterinária. Assim sendo, optei por seguir em frente com a ideia do canal "Soft Kitty".  

"Que nome mais mariquento...", dizem vocês - mas, quem é fã de The Big Bang Theory saberá de onde vem o nome...duas palavras - Dr. Sheldon Cooper. 

Este canal, mais do que um vblog dos meu gatos e da minha labradora Rosa, será um espaço onde vou comentar determinados artigos para animais e cuidados básicos com os mesmos. Em inglês. Yah. Vai ser engraçado...ou não. 

Por isso, quem quiser subscrever o canal e fazer like e essas tretas todas, fica aqui o convite e prometo que tentarei ser regular na publicação dos vídeos! 

Obrigada a todos! 
Cumps,
Alu!

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Incêndios e a Educação em Portugal

O drama que o nosso país está a ultrapassar não é inédito, nem será o último do género. Os milhentos incêndios que os nossos bombeiros e civis estão neste momento a combater, são obra de uma falta de educação brutal! Se eu fosse médica de pessoas, não hesitava em passar um atestado de burrice a muito boa gente que por aí anda.

Fico triste, sempre que saio de casa e está um calor abrasador que se faz acompanhar por uma luz estranha e um céu aparentemente enublado, com uma mistura de pequenas partículas de cinzas que vão cobrindo os carros. Penso nos animais inocentes e nas nossas zonas verdes a serem destruídas por analfabetismo em pleno século XXI.


Muita gente comentará "Isto é fogo posto!". Sim, isto é sem dúvida fogo posto, mas não é pelo Tone Zé piromaníaco. O mais certo é ser fogo posto por aquele primo, ou tio que insiste em deitar a beata do seu cigarro pela janela do carro fora; fogo posto pelas pessoas que só "raramente" vão ao meio do monte deixar o frigorífico velho e a tostadeira que já não funciona; fogo posto pelo Joãozinho, que foi fazer BTT e atirou a embalagem da barrita energética para o chão em plena Serra do Gerês, porque dava muito trabalho tirar as luvas para a conseguir meter o plástico no bolso.



Sim pessoas! Esses são os verdadeiros autores dos fogos postos! Mas a culpa vai continuar a ser do Tone Zé. Aquele granda maluco...


Enquanto não houver uma genuína preocupação das pessoas pelo ambiente, as coisas vão continuar assim e todos os anos a cena vai repetir-se. Nas escolas não acho que seja dada a devida atenção a este problema, os pais estão se marimbando com cenas básicas da educação, quanto mais em relação á educação ambiental...o governo não fiscaliza de forma eficaz a limpeza das matas privadas, ou públicas, a própria profissão de Bombeiro não é reconhecida como merecia e vivemos assim, nesta república das bananas, tão boa numas coisas e péssima em muitas outras!

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Diário de uma Estagiária #Benurons e afins!

Os portugueses são prós em remediar. É excelente, para nos poupar chatices, excepto se o remediar tiver a ver com animais...aí a coisa dá quase sempre para o torto e quem acaba por sofrer são os patudos.

É o caso das pessoas que acreditam que podem resolver os problemas dos seus animais recorrendo a Brufens, Benurons e afins. Não! Está mal! Ao fazerem isso estão apenas a condenar o vosso animal à morte e o nosso trabalho a ir por água abaixo.


As intoxicações por este tipo de drogas resultam numa série de complicações secundárias ao problema inicial, que complicam tudo! Desde problemas hepáticos, a problemas de coagulação, que resultam em hemorragias terríveis e muitas vezes fatais.

Depois há as pessoas que fazem merda e sabem que fizeram merda, mas que decidem tentar ocultar do veterinário, até que os resultados das análises do animal vem todas minadas e a gritar "intoxicação por paracetamol"!! E então a pergunta fatal é repetida, "Deu alguma medicação antes de trazer o seu animal até nós?" "Não! Só o que a outra veterinária tinha receitado. Aaah! E um benuronzinho..." FODEU! 

Para além de ser uma situação que ameaça a vida do seu animal, o tratamento não é propriamente barato. Inclui colocar o animal a soro suplementado com o "antídoto", utilização de hepatoprotectores, dieta especial pobre em gorduras, e todas os outros medicamentos necessários para controlar os sinais clínicos secundários.

E mesmo com tudo isto é preciso rezar. 

Agora, depois de lerem isto, livrem-se de dar tais coisas aos vossos animais, porque eu estou farta de remedianços!!!



Follow my blog with Bloglovin

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

A Nova Geração da Música Portuguesa

Não sou grande conhecedora de música. Agora que me salvaguardei com a frase anterior, posso expressar de forma segura a minha opinião:

Nos últimos quinze anos tem se assistido a uma mudança drástica na música que passa nas nossas rádios. Quem está minimamente atento às tendências actuais do mercado de música portuguesa, sabe que é verdade que sempre existiram nichos bem demarcados - os artistas poeta, que fazem das suas letras quase poesia, estilo Miguel Araújo, Tiago Bettencourt, os Azeitonas...; os que cantam maioritariamente em inglês, tipo The Gift e David Fonseca; as bandas do costume, onde se enquadram os Xutos, GNR, etc e tal; os rappers de intervenção do género Sam The Kid, Valete...






No entanto, ultimamente tenho sentido uma energia diferente a começar a bombar na nossa rádio. Adoro música pop e eletrónica. Sim, não sou muito selectiva e estou-me a marimbar para a isso. Já houve um tempo em que tinha cuidado com o que ouvia em público. Hoje ouço o que me apetece e de estilos musicais muito diferentes, de acordo com o meu humor e vontade. 

Apesar de ter havido um aumento da quantidade de artistas tugas a passarem nas nossas rádios, ainda não tínhamos nenhum nicho de música Pop pura e dura, que não fosse considerada música pimba. 



Actualmente nomes como AGIR, Diogo Piçarra, David Carreira, os D.A.M.A, Carolina Deslandes, apesar de levantarem muita polémica, por serem ultra comerciais, vieram trazer um novo fôlego ao que passava na rádio de Portugal. Conseguem colocar toda a gente a cantar e a dançar, sem letras pesadas, ou muitos artifícios. São pop e faziam falta.  

 
(Podia incluir muitos outros nomes de artistas e bandas made in Portugal, mas estes foram os primeiros que me vieram à cabeça, não se trata de desprestigio pelos restantes! Até porque gosto muito dos Clã e outros e só falei deles agora...)
Follow my blog with Bloglovin

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Playlist #1.7 Julho 2016




"Lost Boy" da Ruth B - Quem me conhece sabe da minha obsessão em relação ao filme "Peter Pan: de volta à Terra do Nunca". Numa altura complicada da vida, vi e revi esse filme milhentas vezes, ao ponto de saber as falas quase todas. Adoro tudo naquele filme. Talvez porque, tal como a personagem principal, aprendi a ser menos negativa e fatalista e a abraçar a minha necessidade de "nunca crescer". Por isso, quando encontrei esta música fartei-me de carregar no botão "replay". A letra é só perfeita! E o vídeo, com todos aqueles livros, é lindo. Não conhecia a cantora, que aparentemente ficou famosa por fazer vários "vines", vídeos de 9 segundos, em que aparecia a cantar alguns refrões. 


"Alarm" da Anne-Marie - Esta música é completamente comercial. Quando a ouvi a primeira vez nem liguei muito. Mas esta música é daquelas que vão crescendo em nós, quantas mais vezes vamos ouvindo. Além disso adoro o estilo do video. Hoje em dia anda tudo a apostar em backgrounds todos com luzes e lasers e merdas fake. Ao menos este tem uma história e um cenário interessante...já para nao falar do moço, que é bem grosso! 


"Give Me Your Love" do Sigala feat. John Newman, Nile Rogers - Esta música é simplesmente brutal. Não precisa de mais explicação.  


"We Don't Talk Anymore"do Charlie Puth feat. Selena Gomez - Esta já está um bocadinho batida, mas o videoclip saiu à pouco tempo e gostei do resultado final. Um vídeo com que toda a gente se pode identificar. Aposto que na parte do "Feliz Aniversário", também desejou que "estivesse tudo bem com ela".