quinta-feira, 28 de abril de 2011

"O Estranho Caso de Benjamin Button" - F.Scott Fitzgerald

“O Estranho Caso de Benjamin Button” faz parte de uma colectânea de contos de F.Scott Fitzgerald, “Tales of The Jazz Age”. Foi primeiramente publicado na edição de 27 de Maio de 1922 da revista “Collier’s Weekly”, e no ano de 2008 serviu de inspiração para o filme homónimo, mas com uma história bastante distinta.

Benjamin é uma “criança” diferente. Nasce com o aspecto de um homem de setenta anos, dotado de fala e de gostos por actividades impróprias para a sua idade, capaz de emitir alguns comentários bastante engraçados. O seu pai, embaraçado com o aspecto do filho, que mais parece seu avô, tenta negar a triste realidade e trata Benjamin como se ele fosse uma criança normal, forçando-o a brincar com brinquedos que ele desvaloriza e apanhando-o por diversas vezes a fumar charutos às escondidas.

Os anos vão passando e Benjamin apercebe-se que está cada vez mais novo. Agora aparenta ter cinquenta anos, quando na realidade apenas tem dezoito. O seu pai leva-o a festas da alto sociedade e Benjamin passa por seu irmão. Conhece uma jovem rapariga, o seu primeiro amor, e casa-se com ela. Mais tarde descobre o erro que cometeu, pois enquanto ela envelhece, ele fica mais novo e a sua relação acaba por tornar-se um tanto ridícula.

Benjamin nunca consegue alcançar o equilíbrio entre a sua idade "mental" e a sua idade "física" e acaba por desaparecer como um bébé recém-nascido.

De todos os trabalhos de Fitzgerald o que aprecio mais são os contos. Tem sempre algo de cómico, mas ao mesmo tempo dramático. Apesar de já ter sido escrito há muitos anos, “O Estranho Caso de Benjamin Button” dá que pensar. Senti que este conto pode ser encarado como uma crítica disfarçada de história cómica, na forma como no final nos deixa a pensar sobre como vivemos a vida e como a velhice é encarada na nossa sociedade. A velhice de Benjamin quando nasceu era algo de negativo e até mesmo de escandaloso, como se no mundo não existisse espaço para se ser velho, à semelhança do que hoje se passa. (5/7)

ALU ALVES

10 comentários:

Luís Azevedo disse...

Este país não é para velhos :)

Hugo disse...

Infelizmente o Luís tem razão, os idosos são vistos muitas vezes como um incômodo, porém os jovens não pensam que um dia eles serão os idosos.

Assisti a belíssima adaptação para o cinema. A história é extremamente sensível.

Até mais

Hugo disse...

Infelizmente o Luís tem razão, os idosos são vistos muitas vezes como um incômodo, porém os jovens não pensam que um dia eles serão os idosos.

Assisti a belíssima adaptação para o cinema. A história é extremamente sensível.

Até mais

MERCEDES disse...

A mi tambien me gusto pero el final me parecio un poco raro,en fin la pelicula me gusto mas.Beijos

Ana Luisa Alves disse...

No geral também gostei mais do filme, mas lá está... é o mal de ver o filme antes de ler o livro.

MERCEDES disse...

Si a veces es mejor leer antes el libro ,lo que me ha pasado alguna vez es que me enterado que existe el libro o que esta basado en el ,despues de ver el filme.

Ana Luisa Alves disse...

lol também não sabia da existência deste conto antes de ver o filme ;)

Ana disse...

Oi, Luís :)
Esse post me atraiu imediatamente, pois assisti o filme "O Curioso Caso de Benjamin Button" e simplesmente amei! Já entrou pra minha lista de favoritos. Preciso ler o conto tbm, já que me tornei admiradora do trabalho de Scott Fitzgerald desde que li "O Grande Gatsby".
Esse eu recomendo pra vc, caso não tenha lido ainda. É ótimo! :D

Ainda não li "O Crime do Padre Amaro", mas já vou adicionar no Skoob a sugestão. Muita gente elogia esse livro e Eça de Queiroz é um grande escritor. E tbm é um dos meus preferidos.

Bjs ;)

Luís Azevedo disse...

Olá Ana! Este post foi feito pela Alu :) Foi ela que leu o livro. Eu, assim como tu só vi o filme ;)
O Fitzgerald também está na minha lista de autores a ler mas infelizmente ainda não li nada dele.
Quanto ao Crime do Padre Amaro não te vais arrepender de o ler.Se gostaste do Primo Basílio vais gostar deste de certeza ;)
Bjs :)

Miguel Vieira Pinto disse...

Deixo aqui o link onde podem ler o conto: O Estranho Caso de Benjamin Button