sexta-feira, 22 de abril de 2011

" O Vampiro Lestat II " - Anne Rice

Há uns meses atrás, fiz a crítica ao primeiro livro desta aventura vampírica, dividida em dois volumes. Como fã da escritora, após ler o “O Vampiro Lestat I”, confesso que fiquei um pouco decepcionada (" O Vampiro Lestat I "). No entanto, com este segundo volume foi diferente.

Esta história vem dar continuação ao que ocorreu na vida do Vampiro Lestat e de Gabriele após terem abandonado Paris. Mãe e filho acabam por separar-se e seguir caminhos diferentes, o que deixa Lestat num estado de desespero e de dúvida sobre a sua existência, que o leva a procurar pelo vampiro ancião, visto pela última vez no Egipto, Marius. As suas buscas e apelos parecem não ter qualquer resultado e o vampiro, só e exasperado, decide “morrer”. Assim, após séculos de uma vida mundana, Lestat entrega-se ao interior da terra, para dormir um sono profundo, do qual é acordado pelo ansiado Marius.

Muitos segredos sobre os vampiros são desvendados por Lestat, neste segundo volume de “O Vampiro Lestat”. A origem dos vampiros, a sua ascensão a deuses e a sua queda a criaturas diabólicas é abordada magnificamente por Anne Rice, que consegue habilmente interligar todos os novos factos com alguns que já nos tinham sido revelados em “A Entrevista do Vampiro”, volume narrado por Louis, o vampiro criado por Lestat.

“O Vampiro Lestat II” revela-nos aquilo que no fundo sempre soubemos, que afinal Lestat não era o mau da fita. (5/7)

ALU ALVES

2 comentários:

Carlinha disse...

Gostei muita da saga luz e escuridão. Gostava de voltar a ler sobre vampiros e acho que esta escritora seria a ideal. Tenho aqui em casa entrevista com o vampiro, tem alguma coisa a ver com estes ou é um livro à parte?
Beijinhos e boa leitura

Ana Luisa Alves disse...

Carlinha - Também gostei de "A saga luz e escuridão", no entanto, se algum dia decidirler Anne Rice, vai chegar à conclusão, espero eu, de que, tirando o tema dos vampiros, nada há em comum entre as duas escritora. Rice consegue de uma forma mais madura e criativa (Meyer basicamente pegou nas obras de Charlaine Harris e quase que as copiou completamente...) criar um enredo com múltiplas personagens de várias épocas, relacionando-as extordianáriamente bem entre si.

Quanto à sua questão, todos os livros de Rice estão interligados, mas não de forma a que sejam incompreendidos se não se ler os outros. Eu comecei por "A Entrevista do Vampiro" por isso se tem o livro, aconselho-a mesmo a lê-lo ;)

Cumps
Alu