quarta-feira, 1 de junho de 2011

Visita à 81ª Feira do Livro do Porto

Depois de semanas de testes e de muito estudo, tivemos finalmente a oportunidade de visitar a 81ª Feira do Livro do Porto. Como escolhemos um dia a meio da semana, não havia muita confusão, o que é perfeito para vasculhar os melhore livros e adquiri-los pelos melhores preços. Infelizmente depois de passarmos por todas as bancas, concluímos que desta vez, e para espanto meu e do Luís, não íamos trazer nada para casa. Não porque faltasse por onde escolher, ou clássicos para acrescentar ás nossas colecções pessoais, mas a necessidade de poupar para outras coisas falou mais alto. Ainda hesitei quando vi alguns volumes da saga “ As Crónicas dos Gelo e do Fogo” a menos seis euros do que o preço “normal”, mas como o segundo volume estava esgotado, decidi poupar os meus escassos trocos.

Pelo menos adquiri gratuitamente mais marcadores de livros para a minha colecção! Não posso também esquecer-me que em Agosto haverá mais, quando ocorrer a feira do livro na Póvoa de Varzim. Pode ser que nessa altura haja mais margem de manobra em termos monetários.

Visitem a feira, mas tenham cuidado com o sol e levem água, pois a ausência de sombra é um dos inconvenientes da Avenida dos Aliados.

5 comentários:

Anónimo disse...

Até quando é que há feira do livro do Porto?

Ana Luisa Alves disse...

Até dia 12 de Junho ;)

p7 disse...

Recomendo passear pela Feira na Hora H. Mesmo que não seja para comprar nada, ir à Feira à noite é algo diferente. ;) (Se bem que estou a falar a partir da minha experiência em Lisboa.) Ah, e um geladinho na Feira também cai muito bem. :D

Manel João disse...

A de Lisboa parece-me muito melhor. O evento e o mesmo, claro. Mas a localização está muito bem escolhida em Lisboa (parque Eduardo VII). Com sombras, árvores, natureza e uma óptima visão sobre Lisboa (nomeadamente, a baixa pombalina e o Tejo!)

Ana Luisa Alves disse...

Pois, imagino. O arquitecto Siza Vieira fez um péssimo trabalho na Avenida dos Aliados. Tornou o local totalmente inapto para uma pessoa andar No Verão assamos e no Inverno congelamos