quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Facebook vamos brincar aos detectives!

As pessoas conseguem ser bastante previsíveis. 

É partindo desta premissa que eu começo a minha investigação da vida privada de alguém, via Facebook. Mostro-vos como todo o processo funciona, apesar de não ser segredo para as pessoas mais desenrascadas nas redes sociais:



Exemplo 1 - Preciso de descobrir com quem é que fulano x, ex-namorado da minha amiga y, anda agora.

Passo 1 - ver comentários mais recentes de fêmeas nas fotos de perfil, ou outras fotos recentes - checked!

Passo 2 - Se nenhuma rapariga tiver comentado, toca a investigar as "amigas" adicionadas recentemente. 

Passo 3 - Quais destas amigas é que não são também amigas da minha amiga y? 

Passo 4 - Elaborar lista de suspeitas e iniciar a caça a comentários do fulano x nesses perfis. 

Passo 5 - Tirar conclusões baseadas nos clichés ambulantes, que somos todos nós.

Passo 6 - Concluir quem é a nova namorada e aguardar pela confirmação dada pela actualização da foto de perfil. 

Isto é também válido para caçar namorados traidores e maridos infiéis. Se conseguirem hackear as contas, melhor ainda.  

Mais ridículo do que conseguir descobrir isto tudo, é o tempo que cada um de nós passa a fazê-lo...Ás vezes dou por mim nesta caça ao gambozino horas depois de ter dito que ia fazer uma tarefa concreta, como acabar a apresentação da tese de mestrado...Gostava de me afastar uns meses das redes sociais, mas sinceramente tenho medo de ser excluída...de algo que nem eu sei o que é.  


3 comentários:

Sara disse...

Não tenho redes nem nunca tive, excepto o blog - não sinto falta e acho que é o melhor para a minha sanidade mental, tendo em conta o que se lá diz e partilha. Nunca tive interesse em partilhar coisas minhas nem em investigar os outros...Mal posso cmg quanto mais com as vidas dos outros. Mas acredito que possa ser um vício para quem tem...

Ana Luisa Alves disse...

Eu uso bastante para falar com as minhas antigas colegas de casa. É a nossa única forma de comunicação. Também uso como plataforma de publicidade não só para o Baú dos Livros, mas também para coisas como o negócio dos meus pais. É por essas três razões que continuo a usar. Mas é complicado, quando depois das por ti a ver coisas que não querias ver, ou saber. O meu record sem Facebook foi de 3 meses e foi muito bom! Mas a razão que levou a tal abstinência não foi das mais lógicas (ex namorados e afins)...Sim, podia falar com as minhas amigas pelo telemovel,como pessoas normais, mas ter um forum onde podes falar de tudo ao mesmo tempo, não é funcional só com telemovel e nunca fomos mt adeptas de whats up e snap chats...

Ana Luisa Alves disse...

Lá estou eu a mentir a mim mesma...