domingo, 18 de agosto de 2013

"Dead Ever After" - Charlaine Harris

No último mês li os últimos dois volumes da série "The Southern Vampire Mysteries", de Charlaine Harris. Não são clássicos da literatura e considero-os um "guilty pleasure"; são livros que não trazem grande coisa de novo, mas que trazem muitas horas de entretenimento agradáveis.

Quem já leu algum dos livros desta série, sabe que algo que os distingue das típicas histórias de vampiros é a ênfase que é dada à descrição do dia-a-dia da personagem principal; depois de aproximadamente cinco anos na companhia de Sookie Stackhouse, é impossível não sentir um certo grau de nostalgia, quando chega a hora de dizer adeus.

Este volume é uma continuação do anterior, que deixa, como é hábito, várias questões por solucionar. Sem querer entrar em hábitos de "spoiler", há uma nova conspiração contra a nossa heroína e desta vez os vampiros não estão muito disponíveis para o salvamento.

Sempre fui uma acérrima fã do vampiro Bill, mesmo na série televisiva. Considero que é uma personagem que merecia ficar com a Sookie, apesar de todas as coisas feias que tem andado a fazer (na televisão). Ainda assim, se não gostam da personagem na série televisiva é impossível não gostar dele nos livros. Sempre cortês e servil, faz tudo pela mulher que anteriormente desiludiu, na esperança de a reconquistar.

Todo o mistério de quem seria o parceiro final da telepata é também solucionado neste último livro, como não podia deixar de ser. Mas o que apreciei mesmo é que no final a Sookie está feliz embora reconheça que pode não durar para sempre. Ainda assim se algo de mal acontecer ela sabe que será capaz de se por de pé novamente. Um verdadeiro espelho da forma como todos nós deveríamos pensar, quando a vida não corre pelo melhor.

Adeus Sookie Stackhouse.

3 comentários:

Paula S. Luna disse...

Ana Luisa, vc tem esse livro traduzido?? *.*

Paula S. Luna disse...

Ana Luisa, vc tem esse livro traduzido?? *.*

Ana Luisa Alves disse...

Olá Paula!

Não, li a versão inglesa :)