quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Ser séria.

Estou cansada de ser séria. Sinto falta das gargalhadas diárias, das conversas parvas, das discussões filosóficas. Tenho saudades dos verdadeiros escapes e estou farta de fazer pausas com livros, ou séries. São óptimos como escape da realidade, mas o que eu queria mesmo era que a realidade voltasse atrás no tempo.

Estes mil estágios de veterinária tem sido muito interessantes. Conheci imensa gente nova, graças a eles. Algumas pessoas espectaculares, outras nem por isso. Tenho aprendido imenso e a minha sede por saber sempre mais e melhor parece ter reaparecido, desde que comecei neste último local.

Ainda assim, dou por mim a desaparecer. Não consigo ser totalmente eu. É como se houvesse uma barreira que me impede de mostrar a minha parte cómica e genuína. Não percebo porquê que isto acontece. Começo a achar que afinal não sou tão segura de mim mesma como sempre achei que seria. Ou se calhar algumas pessoas intimidam-me...

Gostava de ter uma mini vila em que lá concentrasse apenas as pessoas com quem posso ser eu e que são elas mesmas comigo. Seria uma vila pequenina, mas acho que era a vila mais feliz de sempre. Não haveria expectativas, ou julgamentos de carácter. Podia-se falar de tudo e mais alguma coisa, sem ter medo de ferir susceptibilidades, ou de ofender alguém. Não havia espaço, para os falsos e amigos de conveniência. Esses não aguentariam as conversas francas e divertidas.

3 comentários:

Paulo Athayde disse...

Olá!


Eu gostaria, sim, de ser um desses moradores privilegiados...

Boa noite!

Lembra-se de mim? Talvez não, mas é bom ver você depois de tanto tempo. Eu a reencontrei no goodreads.

Nós tivemos contato via carta por algum tempo e fizemos troca de marcadores... Ainda coleciona?

Vou ficar ligado em seu blog.


Um abraço

Obs. Elimine o comentário. Foi a forma que encontrei de reencontrá-la.

Ana Luisa Alves disse...

Olá Paulo! Claro que me lembro!! Ainda tenho os marcadores, mas neste momento a colecção está em standby. Não consigo aceder ao teu (passo a tratar por tu!) email, porque não tenho o outlook instalado, mas estás à vontade para me contactares e seguires este blog! ^^

Cátia Frade disse...

Essa vila chama-se Amizade e localiza-se no Reencontro. A realidade assim nos obriga mas não em definitivo 😉