terça-feira, 3 de setembro de 2013

"Não se Festeja a Morte de Ninguém"

"J.R.R. Tolkien morreu há 40 anos", foi o título que li esta manhã num desses portais sobre assuntos literários. Isto fez-me pensar: porquê que se festeja, ou assinala o dia de algum génio, seja ele literário, ou de outra área qualquer, no dia da sua morte? 

Para mim não faz qualquer sentido festejar, ou assinalar o dia em que um génio morre. Tomando como exemplo o caso da religião, visto que esta, quer queiramos, quer não, acaba por ter uma grande influência na sociedade, festeja-se o Natal, porque Jesus nasce; festeja-se a Páscoa, porque Jesus ressuscita; não se festeja, quando Jesus morre assassinado!

Então porquê todo esse alarido, quando faz anos que alguém notável morre (por exemplo, o centenário da morte de Darwin) ? Devia-se festejar o aniversário do nascimento de todos estes génios e esquecer que morreram, já que através das suas obras/investigações/descobertas, tornaram-se imortais; nunca deixaram de estar vivos.



 

1 comentário:

Joana Martins disse...

Concordo contigo, acho que devemos comemorar o nascimento não a morte.