quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

"Do Arco da Velha" #2 Unhas de Gel

Um dia uma senhora veio a um local onde eu estagiava com uma "cadelinha" adulta de raça Dogue Argentina. Vestia uma camisola de mangas compridas cor de rosa. A cadela. Não a senhora. 

Achei engraçado, até à parte em que a senhora perguntou à veterinária se já tinha ouvido falar de unhas de gel para cães e se sabia onde é que as podia comprar e se a veterinária as podia colocar. Mais uma vez, na cadela e não na senhora.

Paciente e educadamente a veterinária fez algo que não se deve fazer: expressou a sua opinião sobre o assunto. "Não se deve personificar os animais. Eles não compreendem todos os nossos hábitos e comportamentos." 


Não sei se a senhora ficou ofendida. Tentou justificar-se dizendo que era por causa do barulho que as unhas da cadelinha faziam a caminhar...claro que pareceu simplesmente uma desculpa de alguém que é apanhado a fazer algo que não está completamente certo (para a veterinária).

Este episódio levanta questões importantes, como até que ponto não estaremos a maltratar os nossos animais de companhia, quando queremos fazer deles algo que não estão preparados para ser - pessoas?

Neste caso, a Dogue Argentina não iria compreender o que eram aquelas coisas coloridas e que causavam uma sensação estranha nas suas unhas. Melhor opção para ela poderia passar por roer e mesmo engolir as ditas cujas, ou desenvolver hábitos menos saudáveis, como a obsessão de lamber as patitas...e tudo porque a dona queria que ela ficasse bonita e fashion, como se fosse a sua criança. 

Neste mundo ocidental vivemos com duas realidades extremas - os donos que não fazem o basico e ainda tem os seus cães presos por correntes o dia todo, e os donos que exageram e maltratam igualmente os seus animais. Esta última é mais aceite pela sociedade, mas não deixa de ser igualmente condenável!





 

3 comentários:

Diogo disse...

Unhas de gel para cães?! Ouve-se cada uma!
Já agora, vejo inúmeras vezes cães com "camisolas", isso é bom para o animal ou é só uma questão de estilo?

Ana Luisa Alves disse...

Em algumas raças, como é o caso dos Pincher e raças miniatura com pouco pêlo, no Inverno é recomendável que andem protegidos, porque perdem a temperatura muito facilmente e como são pequenos podem ficar em hipotermia. Claro que se forem cachalotes obesos, o calor não se perde tão facilmente e nesses casos é por puro "estilo" XD

Banal Girl disse...

Adorei adorei o post!

Convido-te a visitares o meu blog e, se gostares, a seguires! Um grande beijinho!
http://the-banal-girl.blogspot.pt